Queridos leitores...

No blog Histórias da Sementinha reúno histórias Bíblicas infantis para serem trabalhadas com as crianças, meu intuito é cooperar para que a Palavra de Deus possa chegar às crianças de forma lúdica, eficaz e verdadeira.

As histórias contidas no blog foram coletadas na internet para o meu uso pessoal, com o tempo comecei a postar para deixá-las reunidas de forma a facilitar meu ministério diário, o que começou como uma simples coleção de histórias se espalhou e se tornou útil também para diversas pessoas, sendo mães, pais, avós e ministros do evangelismo infantil.

Estou completamente aberta à sugestões e críticas CONSTRUTIVAS. Se for encontrado no blog qualquer erro de ortografia, irregularidade contra a lei de direitos autorais, ou histórias que estão em desacordo com a Bíblia Sagrada peço que entre em contato comigo para que eu possa imediatamente corrigir, me retratar ou excluir a postagem, peço a compreensão de todos e apesar do meu pouco tempo disponível para a manutenção deste blog, espero que ele seja diariamente um instrumento de bênção na vida das pessoas, principalmente àqueles que possuem pouco ou nenhum recurso para a divulgação do Evangelho de Jesus Cristo nosso Senhor.

Aproveitem as histórias, divulguem e não esqueçam de deixarem mensagens, farei questão de responder a cada uma!

Que Deus abençoe cada visitante! Para todos deixo o Salmo 139.

.

.

2 de fevereiro de 2017

Zaqueu - O cobrador de impostos





Hoje nós vamos aprender sobre um homem chamado Zaqueu. Ele morava em uma cidade muito importante na época de Jesus, Jericó. Lá em Jericó, Zaqueu trabalhava como cobrador de impostos. As pessoas que cobravam imposto também eram chamados de publicano. Essa cidade de Jericó era muito importante para o comércio da época, porque quando as mercadorias chegavam na região da Palestina (dependendo da idade das crianças, diga região de Israel, para não confundir) precisava passar obrigatoriamente por Jericó. Nesta cidade havia uma alfândega, ou seja, um lugar que todo comerciante precisava mostrar seus produtos e seus documentos para que os governantes saberem que estava tudo certo.

Os cobradores de impostos eram odiados pelos judeus, mesmo se o cobrador fosse judeu, como Zaqueu. Eles não gostavam dos cobradores de impostos porque muitos deles cobravam impostos a mais para pegar uma parte do dinheiro para ele. Além disso, os impostos eram dados para o imperador romano e não para Israel, por isso, muitos judeus consideravam os cobradores de impostos como traidores.

Certo dia, Jesus foi ensinar nesta cidade e todo o povo ficou sabendo disso e ficou muito empolgado. Todos começaram a seguir Jesus e logo Jesus estava rodeado de pessoas. No meio daquela multidão estava Zaqueu. Só que tinha um detalhe muito importante, Zaqueu era baixinho, por isso, ele não conseguia ver nada. As pessoas se empurravam aqui e ali, Alguns subiam em pedras, outros em bancos e cadeiras, mas Zaqueu não conseguia ver Jesus de jeito nenhum. Então, ele teve uma ideia, subir numa árvore. Ao ver que perto de Jesus havia uma árvore que ele conseguiria subir, rapidamente, Zaqueu subiu na árvore. Ninguém dava espaço para Zaqueu porque muitos consideravam ele um traidor e pecador, porque era cobrador de impostos.

Vendo essa história de Zaqueu, podemos ver que muitas vezes achamos que só os outros são pecadores, mas na verdade todos nós pecamos. Precisamos sempre nos controlar para não pecar, mas nem sempre conseguimos; e quando pecamos estamos nos distanciando de Deus.

Ao ver Zaqueu, Jesus falou de forma bondosa com ele, dizendo que queria fazer uma refeição na casa dele, de Zaqueu, surpreendendo a todos que estavam ali, pois todos achavam que Zaqueu era um homem mau. Deus sempre quer falar bondosamente conosco, mesmo quando pecamos. Ele nos ama independente de termos pecado ou não, ele sempre está disposto a nos perdoar e ficar conosco. Foi o que aconteceu com Zaqueu. Jesus não olhou para Zaqueu como se fosse um traidor ou ladrão, apenas demonstrou amor e bondade.

Rapidamente, Zaqueu desceu da árvore e foi para sua casa fazer a refeição. Os judeus que estavam por ali acharam estranho Jesus querer fazer uma refeição na casa de Zaqueu. Muitos que estavam por ali começaram a criticar Jesus porque ele queria ter amizade com um cobrador de impostos.

Jesus conhecia a história de Zaqueu e sabia como as pessoas não gostavam de Zaqueu, mesmo assim foi bondoso com o cobrador de impostos. Jesus quer ser bondoso conosco, mesmo se agirmos mau. Ele quer que a gente tenha coragem de nos aproximarmos dele.

A história de Zaqueu termina com ele tão feliz que declarou que dividiria o que tinha com os pobres e se alguém tivesse alguma queixa contra ele e acusasse Zaqueu de já ter roubado alguém, ele devolveria quatro vezes o valor que a pessoa reclamasse.

Quando Zaqueu foi escolhido por Jesus, ficou tão feliz que queria demonstrar isso através de suas atitudes. Da mesma forma, quando decidimos buscar Jesus, ele não nos recusa, ele nos aceita do jeito que somos. Não importa o que falem da gente e nem o que tenhamos feito de errado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recadinho!!!