Queridos leitores...

No blog Histórias da Sementinha reúno histórias Bíblicas infantis para serem trabalhadas com as crianças, meu intuito é cooperar para que a Palavra de Deus possa chegar às crianças de forma lúdica, eficaz e verdadeira.

As histórias contidas no blog foram coletadas na internet para o meu uso pessoal, com o tempo comecei a postar para deixá-las reunidas de forma a facilitar meu ministério diário, o que começou como uma simples coleção de histórias se espalhou e se tornou útil também para diversas pessoas, sendo mães, pais, avós e ministros do evangelismo infantil.

Estou completamente aberta à sugestões e críticas CONSTRUTIVAS. Se for encontrado no blog qualquer erro de ortografia, irregularidade contra a lei de direitos autorais, ou histórias que estão em desacordo com a Bíblia Sagrada peço que entre em contato comigo para que eu possa imediatamente corrigir, me retratar ou excluir a postagem, peço a compreensão de todos e apesar do meu pouco tempo disponível para a manutenção deste blog, espero que ele seja diariamente um instrumento de bênção na vida das pessoas, principalmente àqueles que possuem pouco ou nenhum recurso para a divulgação do Evangelho de Jesus Cristo nosso Senhor.

Aproveitem as histórias, divulguem e não esqueçam de deixarem mensagens, farei questão de responder a cada uma!

Que Deus abençoe cada visitante! Para todos deixo o Salmo 139.

.

.

3 de fevereiro de 2017

Esaú e Jacó

Isaac tinha 40 anos quando se casou com Rebeca. Muitos anos se passaram, e ainda não tinham filhos. E assim Isaque orou a Deus, e pediu ao Senhor que por favor, abençoe sua esposa Rebeca com crianças.


Você se lembra de quem mais não podia ter filhos? Foi a mãe de Isaque, Sara, mas Deus já sabia e tinha prometido que a partir de Abraão viriam muitas nações, tantas como as estrelas no céu.

Deus sabe o que Ele tem planejado para nós e nós precisamos confiar Nele completamente e ter fé.



Deus ouviu a oração de Isaque e assim, quando ele tinha 60 anos, Rebeca ficou grávida. Nossa, quanto tempo ele teve que esperar. Vamos calcular, ele se casou com Rebeca, quando ele tinha 40 anos e eles tiveram que esperar 20 anos até que ele tivesse 60 anos antes dela ficasse grávida. E quando Rebeca ficou grávida, ela não estava apenas esperando um filho, mas gêmeos!

Desde o início, mesmo antes de terem nascido, Rebeca os sentia lutando um com o outro no ventre dela. “Por que está me acontecendo isso?” Ela perguntou e foi então consultar o Senhor. E o Senhor lhe disse:



Os dois filhos dento de seu ventre representam duas nações, e da mesma maneira que eles estão lutando agora dois povos se dividirão das tuas estranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o mais velho servirá ao mais moço.”

Rebeca deve ter se perguntado porque o Senhor disse isto, já que o filho mais velho sempre teve mais direitos sobre o mais jovem. Em sua cultura, o mais velho recebe o dobro da herança e o direito de primogenitura, que lhe deu muitos mais privilégios do que ao seus outros irmãos. Mas aqui o Senhor lhe havia dito que o mais velho, ou seja, aquele que nasceu primeiro dos gêmeos serviria o mais novo. Bem, quando eles ficaram mais velhos ela iria descobrir o que o Senhor quis dizer quando disse isso a ela.

Logo os gêmeos nasceram. O primeiro dos gêmeos era ruivo e peludo, por isso lhe deram o nome de Esaú. O segundo gêmeo nasceu segurando o calcanhar de Esaú, pelo que lhe deram o nome de Jacó, que significa “aquele que agarra o calcanhar”.




Quando os gêmeos cresceram, Esaú tornou-se um caçador forte e habilidoso que amava o ar livre, enquanto Jacob se tornou um homem tranquilo, cuidando do rebanho e ele gostava de cozinhar e ajudar a sua mãe.

Isaque preferia Esaú, porque gostava de comer de suas caças, e Rebeca preferia Jacó porque ele sempre lhe ajudava.




Um dia, Esaú saiu para caçar e ele deve ter estado fora por algum tempo, talvez até mesmo dias, e quando voltou estava “morrendo de fome.”




Quando ele retornou Jacó estava preparando um delicioso ensopado de lentilhas e o aroma deve ter sido delicioso. Já que Esaú estava esfomeado, ele disse a Jacó: “Rápido, deixe-me ter um pouco desse ensopado vermelho! Estou faminto!”




Bem, eu acredito que Jacó estava planejando, já que ele sabia sobre o direito de primogenitura e todos os seus benefícios e disse a seu irmão: “Venda-me primeiro o seu direito de filho mais velho”.




Olha, eu estou a ponto de morrer,” disse Esaú. “De que me vale esse direito?”Mas Jacó disse: “Jure primeiro.” Então ele fez um juramento a ele, vendendo sua primogenitura a Jacó.



Então Jacó serviu a Esaú pão com ensopado de lentilhas. Ele comeu e bebeu, levantou-se e se foi. Você já imaginou! Esaú vendeu seu direito de primogenitura por um prato de lentilhas. Lembre-se o direito de primogenitura era algo muito importante e que pertencia a Esaú, porque ele nasceu primeiro. 




Precisamos aprender uma lição aqui, que devemos pensar antes de agir. Esaú só se preocupava com seu estômago naquele momento, e ao fazê-lo, ele cometeu um grande erro, porque Jacó era agora quem iria receber a porção dobrada. Esaú não deu valor para aquilo que ele tinha e jurando vendeu o seu direito de primogenitura à Jacó por um prato de ensopado de lentilhas.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recadinho!!!