Queridos leitores...

No blog Histórias da Sementinha reúno histórias Bíblicas infantis para serem trabalhadas com as crianças, meu intuito é cooperar para que a Palavra de Deus possa chegar às crianças de forma lúdica, eficaz e verdadeira.

As histórias contidas no blog foram coletadas na internet para o meu uso pessoal, com o tempo comecei a postar para deixá-las reunidas de forma a facilitar meu ministério diário, o que começou como uma simples coleção de histórias se espalhou e se tornou útil também para diversas pessoas, sendo mães, pais, avós e ministros do evangelismo infantil.

Estou completamente aberta à sugestões e críticas CONSTRUTIVAS. Se for encontrado no blog qualquer erro de ortografia, irregularidade contra a lei de direitos autorais, ou histórias que estão em desacordo com a Bíblia Sagrada peço que entre em contato comigo para que eu possa imediatamente corrigir, me retratar ou excluir a postagem, peço a compreensão de todos e apesar do meu pouco tempo disponível para a manutenção deste blog, espero que ele seja diariamente um instrumento de bênção na vida das pessoas, principalmente àqueles que possuem pouco ou nenhum recurso para a divulgação do Evangelho de Jesus Cristo nosso Senhor.

Aproveitem as histórias, divulguem e não esqueçam de deixarem mensagens, farei questão de responder a cada uma!

Que Deus abençoe cada visitante! Para todos deixo o Salmo 139.

.

.

21 de novembro de 2016

Elias e os profetas de Baal



Muito tempo depois, no terceiro ano da seca, Deus mandou Elias falar novamente com o rei Acabe que Ele iria mandar chuva.
Ao ver o profeta, o rei disse: - Então é você que está aí, o maior criador de problemas para o povo de Israel. Elias respondeu-lhe: - Eu não sou o criador de problemas, mas, sim o rei e o seu pai, pois abandonaram os mandamentos do Senhor Deus e adoraram as imagens de Baal. Portanto, ordene a todo o povo de Israel que vá encontrar-se comigo no monte Carmelo.
Mande também os quatrocentos e cinqüenta profetas do deus Baal e os quatrocentos profetas de Aserá, que são sustentados pela rainha Jezabel.



Deus queria provar a todos que aqueles deuses a quem Israel estava adorando não valiam nada, não podiam ouvir as suas orações.
Acabe reuniu o povo e todos os seus profetas no topo do monte Carmelo.


Então, Elias fez um desafio: tragam dois touros. Os profetas de Baal deverão matar um deles, cortá-lo em pedaços e colocá-lo em cima da lenha, mas não pôr fogo. Eu farei a mesma coisa. Depois, orarão a Baal e pedirão que seu deus envie fogo. Eu também orarei ao meu Deus. Aquele que responder mandando fogo é o verdadeiro Deus. E assim foi feito.
Mas os profetas de Baal clamaram em voz alta até ficarem roucos, para que fosse enviado fogo.
Choraram, saltaram, gritaram e até se cortaram com facas, mas Baal não lhes respondeu, e o sacrifício deles não foi queimado.
Enquanto os profetas de Baal oravam, Elias debochava deles: - Orem mais alto, pode ser que Baal esteja dormindo, ou meditando, ou no banheiro, ou viajando.



Porém, no final da tarde, Elias pediu que o povo se aproximasse. Depois, pegou doze pedras, que representavam as doze tribos de Israel, e começou a consertar o altar que estava quebrado. Decidiu também fazer uma valeta ao redor do altar. Em seguida, colocou lenha no altar, cortou o touro em pedaços e o colocou em cima da lenha.



Então, Elias fez algo inacreditável: pediu que colocassem água na valeta que tinha feito ao redor do altar. Três vezes colocaram água até que a valeta estivesse completamente cheia.



E AGORA?  O que Elias ia fazer?
Tinha chegado a sua hora de clamar ao seu Deus.


E Elias orou assim: - Ó Senhor, Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó! Prova agora que és o Deus de Israel, e que eu sou teu *servo, e que fiz tudo isto de acordo com a tua ordem. Responde-me, ó Senhor, responde-me, para que este povo saiba que tu, o Senhor, és Deus e estás trazendo este povo de volta para ti!
Então o Senhor mandou fogo. E o fogo queimou o sacrifício, a lenha, as pedras, a terra e ainda secou a água que estava na valeta.
  


Quando viram isso, os israelitas se ajoelharam, encostaram o rosto no chão e gritaram: - O Senhor é Deus! Só o Senhor é Deus!
Elias ordenou:
- Prendam os profetas de Baal! Não deixem escapar nenhum! Todos foram presos, e Elias fez com que descessem até o riacho de Quisom e ali os matou.
Leia 1 Reis 18.36-40



Ao ver essa demonstração do poder de Deus, o povo compreendeu que havia pecado ao adorar a Baal, pois só existe um único e verdadeiro Deus.
Ajoelhados e prostrados com o rosto no chão, finalmente reconheceram que só o Senhor é Deus.


Depois disso, Elias disse a Acabe para ir comer, porque ele já estava ouvindo barulho de chuva.
Enquanto isso, orou e pediu a Deus que enviasse chuva. Sete vezes, Elias pediu ao seu ajudante que olhasse para verificar alguma nuvem ou algum sinal de chuva.
O único sinal que aquele homem viu foi uma nuvem do tamanho da mão de um homem.
Para Elias, era o suficiente. Ele tinha certeza de que a chuva estava vindo. Em pouco tempo, o céu foi tomado de nuvens escuras, o vento começou a soprar, e uma chuva muito forte caiu.
Deus havia respondido a oração de Elias mais uma vez.


Apesar de Elias ter sido um profeta de Deus, era um homem como qualquer um de nós. Deus ouviu a sua oração, porque Elias era um homem de fé. Deus também ouvirá nossas orações se tivermos fé Nele.

   Você tem algum pedido especial para fazer para Deus?

    Então faça como Elias ore com fé ao Senhor que com toda a certeza Ele irá responder as suas orações assim como Ele respondeu as orações de Elias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recadinho!!!