Queridos leitores...

No blog Histórias da Sementinha reúno histórias Bíblicas infantis para serem trabalhadas com as crianças, meu intuito é cooperar para que a Palavra de Deus possa chegar às crianças de forma lúdica, eficaz e verdadeira.

As histórias contidas no blog foram coletadas na internet para o meu uso pessoal, com o tempo comecei a postar para deixá-las reunidas de forma a facilitar meu ministério diário, o que começou como uma simples coleção de histórias se espalhou e se tornou útil também para diversas pessoas, sendo mães, pais, avós e ministros do evangelismo infantil.

Estou completamente aberta à sugestões e críticas CONSTRUTIVAS. Se for encontrado no blog qualquer erro de ortografia, irregularidade contra a lei de direitos autorais, ou histórias que estão em desacordo com a Bíblia Sagrada peço que entre em contato comigo para que eu possa imediatamente corrigir, me retratar ou excluir a postagem, peço a compreensão de todos e apesar do meu pouco tempo disponível para a manutenção deste blog, espero que ele seja diariamente um instrumento de bênção na vida das pessoas, principalmente àqueles que possuem pouco ou nenhum recurso para a divulgação do Evangelho de Jesus Cristo nosso Senhor.

Aproveitem as histórias, divulguem e não esqueçam de deixarem mensagens, farei questão de responder a cada uma!

Que Deus abençoe cada visitante! Para todos deixo o Salmo 139.

.

.

28 de dezembro de 2014

A mulher samaritana


Naquele tempo não havia ônibus, carro ou avião. Os que tinham melhores condições viajavam montados em algum animal, porém muitos viajavam a pé.
Nessa viagem, eles precisavam atravessar uma região chamada Samaria, e as pessoas que moravam nessa região eram chamadas samaritanas.

Já era meio-dia. O sol estava muito quente! Fazia bastante calor. Jesus e Seus discípulos começaram a ficar com fome e com sede. Então, resolveram parar perto de uma cidadezinha chamada Sicar, onde havia um poço de água muito fresquinha.

Jesus assentou-Se ali bem pertinho do poço, já que havia pregado e curado muitas pessoas naquela manhã, enquanto Seus amigos foram até a cidade comprar algum alimento.

Enquanto Ele descansava ali, de repente apareceu alguém. Era uma mulher que saíra da cidade e vinha ao poço buscar água. Naquele tempo, as casas não tinham torneiras como hoje, nem um moderno filtro de água geladinha. Eles tinham que caminhar para buscar água em algum poço. E aquele era muito especial para eles, porque fora cavado há muito tempo atrás, nas terras que Jacó dera a seu filho José, e era chamado o poço de Jacó. Aquele era o melhor horário para ela não ser vista por ninguém.

Quando aquela mulher chegou bem perto Jesus, Ele conversou com ela.

Ele disse - Você poderia dar-Me água para beber, por favor? Ela se assustou muito, pois naquele tempo os homens não conversavam com as mulheres, se não as conhecessem; muito menos os judeus falavam com os samaritanos, porque eles eram inimigos. Mas Jesus começou a conversar com ela e lhe falou algumas coisas sobre sua vida; e mais assustada ainda ela ficou.

Ela pensou: Será que Este homem é um profeta? Como Ele sabe tudo sobre a minha vida?
mulher estava surpresa!

- O Senhor é um judeu - disse ela. - Por que está pedindo água a uma mulher samaritana

Jesus respondeu:

- Se você soubesse quem sou, Me pediria e Eu lhe daria a água viva.

Jesus não estava falando sobre água de verdade, mas sobre como o Seu amor e a Sua maneira de viver poderiam mudar a mulher para sempre.

As palavras de Jesus não pareceram fazer sentido. A mulher fez mais algumas perguntas:

- O senhor não tem nada para tirar água e o poço é fundo. Como vai me dar a água viva? O senhor é, por acaso, maior que Jacó, que cavou este poço?
Jesus explicou um pouco mais. Ele queria que ela entendesse que Alguém muito mais poderoso que Jacó estava falando com ela e oferecendo-lhe ajuda.

- Todo aquele que bebe a água deste poço terá sede novamente. Mas a pessoa que bebe a água que Eu dou nunca mais terá sede. Minha água dará vida eterna à pessoa que beber dela - falou Jesus.

A mulher ainda não sabia ao certo sobre o que Jesus estava falando, mas gostou do que estava ouvindo.
- Dê-me um pouco de Sua água - disse ela - e nunca mais terei sede de novo.

Em vez de dar à mulher o novo estilo de vida sobre o qual estava falando, Jesus a ajudou a mudar seu antigo modo de vida. Ele disse:

- Vá, chame seu marido e volte.

- Não tenho marido - respondeu ela.

- Está certo - falou Jesus. - Você não tem marido. Você teve cinco maridos e agora está morando com um homem que não é seu marido.

A mulher não podia acreditar no que estava ouvindo! Como Ele sabia disso?

- O senhor deve ser um profeta -disse ela.
Jesus contou-lhe que Ele era mais que um profeta, era o Messias.

A mulher estava tão emocionada que correu de volta a Sicar e disse a todos com quem encontrou

- Venham ver um homem que disse tudo que já fiz, e não O conheço. Você acha que Ele pode ser o Cristo?

Os discípulos ficaram surpresos em encontrar Jesus conversando com uma mulher samaritana, mas não Lhe fizeram qualquer pergunta. Apenas disseram:

- Mestre, coma alguma coisa.

Em vez de pegar a comida, Jesus comentou:

- Olhem através dos campos - Ele provavelmente estava vendo o povo de Sicar se apressando para encontrá-Lo depois do que a mulher samaritana contara: - Os campos já estão maduros, prontos para a colheita.

Não era tempo de colher grãos, mas era tempo de "colher pessoas", ou falar-lhes sobre Deus.

Jesus esperava que Seus discípulos entendessem que Deus queria que eles falassem a todos a verdade sobre Ele. Isso significava falar aos samaritanos também.


Jesus permaneceu em Sicar por dois dias. Após ouvi-Lo, muitas pessoas de lá acreditaram que Ele era o Salvador do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recadinho!!!